terça-feira, março 08, 2005

"Being Julia" (2005), István Szabó



O teatro da vida

O que resta de “Being Julia” sem ser a fantástica Annette Benning? Este é um daqueles casos gritantes em que um filme sobrevive às costas de uma actriz e de uma fabulosa interpretação. Tudo o resto passa-nos completamente ao lado, só somos capazes de ver Annette Bennig numa interpretação larger than life. E é apenas isso que consegue salvar este filme.

Mary Lambert (Annete Benning) é uma famosa e talentosa actriz de teatro na Londres do final dos anos 30. Com uma carreira cheia de sucesso, Julia sente-se insatisfeita a nível pessoal e atravessa a tão famosa “crise da meia-idade”. É então que surge Tom (Shaun Evans), uma lufada de ar fresco na vida da actriz. Com a sua jovialidade e charme conquista Julia e os dois tornam-se amantes.
Claro que uma história amorosa destas não poderia resultar. Tom apaixona-se por uma jovem actriz da sua idade e Julia, que parece aceitar perfeitamente a situação, pretende vingar-se.

Temos pois um argumento pobríssimo e uma realização algo antiquada. O que nos resta é mesmo o brilhantismo de Annete Benning ao dar vida a Mary Lambert, uma mulher cheia de caprichos e que está constantemente a representar, até mesmo na vida real.
Jeremy Irons, um grande actor (um dos meus favoritos) passa despercebido neste filme onde só brilha mesmo Annete Benning.
Apesar de não ser um bom filme, consegue ter os seus bons momentos pricipalmente nas cenas do teatro.

* *

4 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Looking for information and found it at this great site... » » »

4:45 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it El salvador incorporate Houston home owner insurance Croatia open tennis championships Download 2b car ad 2b kia spectra Aearo prescription eyewear

1:59 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! » »

4:10 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Excellent, love it! »

12:39 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home