terça-feira, março 29, 2005

"The Life aquatic with Steve Zissou"(2005), Wes Anderson



Are you finding what you were looking for... out here with me? I hope so.

Há quem considere Wes Anderson um génio capaz de fazer filmes extraordinários. Por qualquer razão que ainda desconheço, os dois filmes que vi deste realizador (dois filmes considerados por muitos como filmes de culto) não conseguiram cativar-me grandemente. Tal como no antecessor “The Royal Tenenbaums”, as expectavivas eram enormes e acabaram em jeito de desilusão.

Steve Zissou (Bill Murray) é um famoso explorador subaquático (homenagem a Jean-Jacques Costeau) que pretende fazer do seu próximo documentário a caça ao mítico tubarão-jaguar que matou o seu melhor amigo Esteban (Seymour Cassel). A vingança é o propósito que guia Zissou e a sua irreverente e excêntrica tripulação nesta nova viagem que se lhe vai revelar muito maior em termos de importância e significado.

O principal ponto do filme centra-se na personagem de Steve Zissou e nos seus conflitos com as outras pessoas: com a esposa Eleanor (Anjelica Huston), com o suposto filho Ned (Owen Wilson), com o eterno inimigo Alistair Hennessey (Jeff Goldblum), etc.
Zissou surge como um estranho e carismático homem que apenas se sente feliz no seu mundo natural: o mundo aquático.

Apesar de não ser um filme genial é inegável a sua originalidade e “toque” especial. É um filme centrado no valor das personagens (como no anterior “The Royal Tenenbaums”) e nas suas dissonâncias.
O clima algo fantasioso cria uma atmosfera única e utópica, magnificamente conciliada com as imagens de animação do mundo aquático criadas por Henry Sellick, realizador de “O Estranho Mundo de Jack” e “The Nightmare Before Christmas”.
Bill Murray também está fantástico, ao mesmo nível do seu anterior papel como Bob Harris no filme "Lost in Translation".

Um ponto a destacar é também a não menos original banda-sonora quase toda interpretada à guitarra e em português pelo brasileiro Seu Jorge (que desempenha um dos membros da equipa de Zissou). Temas de David Bowie que foram traduzidos pelo próprio actor/cantor brasileiro para este filme.

* * *